agosto 21, 2010

Envolvidos Pela Shekinah

Posted in Uncategorized às 1:29 am por gessyka

Há um tempo tenho quisto muitooooo viajar… Fugir pra qualquer lugar distante de tudo e de todos e ficar a sós numa casinha de madeira, com uma lareira na sala, um lago de paisagem na janela e com um clima agradável, nem quente nem frio. Pra me sentar em frente ao fogo, com as mãos esticadas tentando absorver o calor que sai das chamas, pra esquentar meu corpo frio por causa do vendo que bate forte e “lentamente” no meu corpo, vindo do lago… Estar nessa sala aconchegante e simplesmente balbuciar minhas palavras, minhas dúvidas, meus anseios mais ocultos pro meu Amado Senhor. Mas 1º não sei onde fica esse lugar e 2º não tenho como ir mesmo que soubesse onde fica…

Mas hoje conversando com meu grande amigo, Lanuk, cheguei a uma conclusão a qual nunca tinha pensando com tanta verdade e aconchego… Nunca tinha tido esse pensamento nesses dias que se passaram em minha vida, onde ilusoriamente eu sonhava com essa casa, com esse lago, com esse tempo…

Existe uma forma bem fácil de eu chegar nesse lugar, existe um meio pratico de ir pra lá, e eu, HOJE, sei exatamente onde ele fica. E o melhor não preciso gastar dinheiro pra chegar lá, não preciso parar toda minha vida pra estar lá e não preciso me deslocar tanto assim.

Para ir até lá só preciso dobrar meus joelhos, ou melhor, o meu coração, a melhor forma de ir pra lá é em oração e esse lugar fica na presença do Senhor. Envolvida pela Shekinah do Senhor eu vou encontrar a casinha de madeira que tanto sonho, a lareira que vai aquecer o frio do medo, do desespero, da angustia, da tristeza, da “solidão”… Que vêm ou porventura vierem soprar sobre mim e encontrarei o lago do Espírito Santo que será a paisagem da minha janela.

A Shekinah do Senhor é o melhor lugar para se esconder, para se aquecer e para se aconchegar… E é pra lá que eu vou…

“Eu vou… Já estou indo ao teu encontro Senhor, vou correndo ao teu encontro…”

Anúncios

agosto 13, 2010

Filho Rebelde

Posted in Uncategorized às 1:17 am por gessyka

É incrível como Deus me leva a refletir e fala comigo revelando-se em sua paternidade. Hoje Deus me falou assim:

Deus é nosso Pai, nosso Aba Pai, Jesus conquistou isso para nós, este direito, e desde o dia em que o reconhecemos e o confessamos como O Cristo, somos chamados filhos(Romanos 8:13-17).

Conhecemos o Pai, criamos laços de amor, somos envolvidos Por Ele, ate que chega um dia que algo ruim acontece em nossas vidas e simplesmente ao invés de corrermos para o colo do pai, corremos para o nosso quarto, trancamos a porta dele e também do nosso coração e choramos amargamente pela dor do cansaço físico e/ou emocional, da traição, da perda, do erro cometido…

O nosso Pai percebe que não estamos bem, bate na porta e nós gritamos: DEIXE-ME SOZINHO(A)… E Ele sai, vai pro seu “quarto”, senta-se em sua poltrona e chora a dor “não conhecida” (porque Ele conhece muito bem) de seu(sua) filho(a).

Nós meninos birrentos ficamos calados, sentamo-nos à mesa com Ele para o jantar e não falamos e comemos pouco… Saímos com Ele para qualquer lugar e nos trancamos na nossa dor. O Pai anseia em ouvir, em chorar junto, em enxugar nossas lagrimas e falar conosco. Mas fingimos q Ele n esta ali ou que ele não pode nos ajudar, ou quem sabe que não vai compreender.

Não! Nós não temos um pai que não nos compreende, nós é que limitamos Ele.

Não! Nós não temos um pai incompassivo, nós é que o tornamos seco.

Não! Nós não temos um Pai falso nós é que agimos como filhos adotados.

O Deus que servimos é Pai verdadeiro, que espera que confiemos nEle, que deseja que sejamos amigos dEe, que quer que depositemos nossos segredos e conflitos nEle, porque Ele é um Pai presente e q se importa.